segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Tudo tranquilo, até que...


Cenário perfeito, tudo tranquilo, estrada lisa e vazia, mais um belo passeio de moto, até que...
Bem, está claro no vídeo que a situação foi um golpe baixo, o motociclista não teve nenhuma chance de defesa. Esse peru, se sebreviveu, deveria ser preso.
Mas o que se pode tirar de lição daí então? Como lidar com uma situação tão imprevisível?
A dica de hoje é simples: ande sempre equipado. É a única coisa que pode te ajudar numa situação dessas. E é bom lembrar que coisas desse tipo realmente acontecem.
Uma das maiores bobagens que a gente faz é tentar imaginar onde está o perigo e se preparar ou equipar somente nessas horas.
Alguns usam equipamentos de segurança somente na estrada, por exemplo, como se um acidente na esquina de casa não fosse suficientemente perigoso.
Outros acham o trânsito da cidade muito perigoso mas se sentem tranquilos em uma estrada calma. O fato é que o perigo esta em todo lugar e o equipamento também deve estar.
Ande equipado, preparado para tudo; até mesmo para encontrar um peru assassino desses.

10 comentários:

Kaio disse...

Como falei no outro tópico, temos que usar de bom senso também neste caso, até para comprar um pão na padaria temos que ir com jaqueta, luva, calça, bota? Não cito capacete porque nunca se deve sair sem ele neh.

Youssef disse...

Kaio,
Aí vai do bom senso de cada um. Não digo que vá de bota, calça de couro etc, mas também não pense que só porque vai apenas até a padaria que bermuda, camiseta e chinelo tá bom.
O que faço é procurar o melhor nível de equipamento para cada situação. Jaqueta, por exemplo, eu não dispenso nem para ir à padaria.

Camata disse...

Atropelei um urubu no final do ano passado. Nem tentei escapar só segurei firme. Ele estava voando e bateu no meu retrovisor e capacete. Estava a uns 90-100km/h mas não perdi o controle.

Aderpa disse...

Sigo o blog do Youssef porque penso como ele! Um tombo a 60km/h dá para se machucar e muito. Para ir na padaria da esquina, mesmo que eu chegue no máximo a 40km/h, a textura do asfalto não vai mudar de acordo com a minha velocidade e vou me ralar todo se eu não estiver bem equipado.
O perigo é constante e não vou contar com a sorte de não me acontecer nada só porque é "ali" na padaria da esquina.
Se vou para a academia, vou equipado para andar de moto. Quando estou dentro da academia, vou me "equipar" para malhar. Ao sair, vou me equipar para andar de moto novamente.
Isso para mim é bom senso.

Aderpa.

Aderpa disse...

Ah, Youssef: Não acho que o peru seja assasino. Ele não tem consciência do que fez.
Cabe a nós assumir a responsabilidade, nos equipando em qualquer situação.

Hélio disse...

Que KCETADA hein!

Concordo com todos, prevenir sempre é melhor que remediar

Drika disse...

Tinha o costume de andar de chinelo. No dia em que caí, bem pertinho de casa, estava de chuteira, foi o que salvou meu pé de virar "queijo ralado". E eu só tinha ido "logo ali".

Bluesman disse...

Além do bom senso (q neste caso diz q devemos, sim, andar sempre equipados) vale lembrar q o Código Nacional de Transito é NACIONAL, ou seja, vale em TODO O TERRITÓRIO NACIONAL. Portanto, mesmo q seja p dar uma volta na quadra, ou ir à padaria, como preferem, a lei de transito diz q devemos "Utilisar vestuário e equipamentos apropriados". Talvez até esteja com outras palavras no CTB, mas é isso. E p quem alega q o CTB não especifica o que seja esse "vestuário apropriado" eu digo: apropriado p andar de motocicleta, ou seja, calça e não bermuda, jaqueta, luvas, calçados fechados e capacete. Isso é o mínimo p qquer situação. Bons motociclistas seguem as normas de transito e ponto final. Ou isso, ou são baderneiros...

Valeu pelo vídeo Youssef, formidável!

Diana Pessoa Gaivota disse...

caralho! que queda!!! andar equipado eh de EXTREMA, mas muitos so entendem isso deois que caem...eu sou uma dessas pessoas...
http://gaivotamotociclista.blogspot.com/2011/08/minha-primeira-queda.html
estou iniciando um processo contra a companhia de agua daqui de recife... eles fizeram uma obra e deixaram uma extensao de buracos abertos...travei as rodas nele...se eu tivesse com o devido equipamento teria me machucado muito menos...

Diana Pessoa Gaivota disse...

EXTREMA IMPORTANCIA*