segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Qual é o seu número?


Essa não será uma dica muito popular, afinal ela vai falar da escolha da sua moto e, nessa hora, a emoção fala muito mais do que a razão. Se você está apaixonado por uma moto não vou seu eu, com qualquer tipo de argumento, que vou conseguir dissuadi-lo de comprá-la, nem pretendo isso.
Mas vamos falar um pouco sobre a relação entre a moto e o seu dono. A inadequação entre estes dois é uma causa de acidentes mais frequente do que talvez você imagine.
Dois aspectos são muito importantes e um terceiro, embora menos importante deve ser considerado: a potência da moto, o tipo de uso e o tamanho da moto.
No Brasil não existe limite algum quanto à potência da moto. Um garoto que só andou de bicicleta até os 17 anos pode, logo ao completar os 18, tirar sua carteira de habilitação fazendo o exame do Detran a 5 km/h em primeira marcha numa CG e, logo depois, comprar uma R1 na loja da esquina (se tiver $$$ claro). Na Europa (não sei se em todos os paízes) não é assim; é preciso ter um tempo de carta com moto de menor cilindrada para depois poder dirigir as mais potentes.
Não quero dizer que você tem que ficar 5 anos andando de 125 antes de ir para uma 250, mas na hora de comprar sua moto procure levar em conta a relação entre o desempenho dela e a sua experiência com motos. Se não resistir e optar por uma moto potente vá com calma por um bom tempo. Outra dica é procurar acelerar o seu aprendizado fazendo um curso de pilotagem.
O segundo aspecto que citei foi o uso da moto. Já andei por lugares em que praticamente só existe estrada de terra e o pessoal insiste em andar de 125 street. Outros só usam a moto no trânsito intenso e, ainda assim, não abrem mão de seu desejo de ter uma custom. Desejo é desejo e se você não quer abrir mão dele tudo bem, mas se a sua moto não é adequada ao tipo de uso que você faz, pelo menos tenha o bom senso de avaliar os riscos que isso acarreta e tenha atitudes preventivas.
O último aspecto é o tamanho da moto (e seu peso). Quando a moto está em movimento o peso e a altura não significam muita coisa; em algumas situações uma moto mais alta ou pesada será até mais segura. Já com a moto parada ou em manobras em baixissima velocidade a coisa muda. Uma moto pesada pode se tornar insustentável se você permitir uma pequena inclinação dela. Não firmar bem o pé no chão pode piorar a situação. Normalmente, isso não acarreta maiores danos, mas pode ferir gravemente o ego e danificar a moto. Será que um baixinho não pode pilotar uma XT 660 ou um magrinho não pode desfilar numa HD? Claro que pode, mas tenha um cuidado especial nas manobras de baixa velocidade, ao descer de uma calçada ou ao levar alguém na garupa, pois o mico pode ser feio.

Um comentário:

fen disse...

Good idea

Funny Aircraft ,Funny Animals Video,Funny Babies ,
Funny Cars ,Funny Cartoon ,Crazy Movies ,Funny Friends ,
Funny Sports ,Funny Wedding Parties ,
funny pictures,funny jokes,free videos,free movies.free music,
free download,music video,comedy,stupid

http://www.funnyvideotoday.com/