quinta-feira, 1 de julho de 2010

Conversão sem seta.


Quando a gente começa a ver esse vídeo imediatamente vem o pensamento: "será que é agora ou daqui a pouco que vai acontecer o acidente". O risco é evidente e o acidente previsível; a única dúvida é saber quando vai acontecer.
Duas dicas do blog poderiam ajudar o nosso amigo a escapar dessa. No tópico "Espaço aberto, perigo certo" falamos sobre a ansiedade dos motoristas em um trânsito difícil por ocupar qualquer espaço que apareça. Sendo assim, quando viu a pista da esquerda livre e uma entrada à esquerda o motociclista deveria ter ficado atento a veículos querendo cruzar a sua frente. Já no tópico "Mapeando o território" falamos sobre a análise dos pontos perigosos do seu trajeto. O tipo de situação que envolveu o motociclista no acidente parece ser bastante frequente naquele lugar e, por isso mesmo, previsível. Analisar os pontos críticos e armadilhas de seu trajeto costumeiro é uma boa maneira de reduzir as chances de um acidente.

2 comentários:

Carlos Amaral disse...

Yussef. Você é genial! Consegue nos mostrar fatos cotidianos com a perfeita clareza e simplicidade nas palavras.
Um dia um aluno meu disse-me:"...todo o motociclista defensivo deve ter sempre uma área de escape..." Mas esta mesma área de escape é, também, para o motorista.
Abraços.

tongchen@seattle disse...

Greetings from USA! I love your blog.
Please visit me at:
http://blog.sina.com.cn/usstamps
Thanks!
-Tong