sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Pista Simples, Perigo Duplo


Já falamos em outro post sobre como posicionar-se em estradas de pista simples. O vídeo acima mostra um pouco mais sobre o perigo desse tipo de estrada muito comum em nossas terras. A pista simples torna-se ainda mais perigosa em regiões de Serra.
É um tipo de estrada em que, frequentemente, se encontra um veículo mais lento à frente, amarrando todo mundo e gerando um clima de impaciência.
A moto, por sua maior versatilidade, é capaz de andar no minúsculo espaço entre os veículos, praticamente em cima da faixa. Ocorre que, além dos perigos representados por qualquer veículo um pouco mais "espaçoso", ou que perca um pouco a tangência de uma curva, o motociclista tem que pensar que estará disputando o espaço com os motociclistas que vêm no sentido oposto, sobre a mesma linha amarela.
Quando os dois se encontram, o que se vê não é exatamente uma confraternização de motociclistas.

8 comentários:

JJunior disse...

Acidentes acontecem. Mas o geralmente vemos,e que os acidentes em sua maioria são causados causados por imprudência, negligência ou imperícia. No caso apresentado notamos o piloto não leu a revista motociclismo de agosto/09.

Pakuista disse...

Eles morreram?

MetalWe disse...

Nesse caso, não foi um problema de andar encima da linha amarela.

Mas sim imprudência do condutor da Gixxer.

Mas todo cuidado é pouco, porque se sair de frente, em pista simples. O risco de se F. é muito grande!!

Shadow disse...

Infelizmente, já aconteceu cmg, na Serra do Rio do Rastro. Um "boyzinho de Florianópolis, imprudente, fazendo uma ultrapassagem em local inadequado, veio direto em minha direção, só consegui evitar o choque frontal, mas a minha perna esq. foi atingida, o que me impossibilita de praticar qquer esporte.
É muito triste!

Matiusso disse...

Youssef, mudando um pouco de assunto, gostaria de saber o que vc tem a escrever sobre aqueles retrovisores minúsculos que o pessoal anda por ai, ou mesmo aqueles retrvisores escamoteáveis que o pessoal usa. Quem sabe um post sobre a utilização dos retrovisores...

Fica ai a dica!

abraço!

Rodrigo disse...

Não adianta: tem que calcular a ultrapassagem como se do outro lado viesse um cara a 300km/h num carro.

Em pista simples, estou cansado de ver motociclistas andando rápido, achando que dá tempo e encontrando alguém no sentido contrário na mesma velocidade ou até mais rápido.

Em serras, claro, mas em retas também. O caso clássico é de duas ultrapassagens acontecendo em sentidos opostos. Um sai de trás do caminhão de um lado e outro sai do outro. Ficam 4 veículos de frente em sentidos opostos, duas pistas e, normalmente, nenhum acostamento.

Tem ainda o despreparo da galera que, além de exceder na velocidade, não toca "defensivamente" para prever esssas situações e deixar margem de segurança para corrigi-las...

Tem que andar de um jeito que garanta que vc vai poder andar no outro dia e no outro e no outro. Garanta!

Alexandre disse...

O problema que o cara além de andar em cima da linha.. ele invadiu a pista contraria totalmente... nao sei se algum deles sobreviveu... pelo que deu pra ver... o cara estava a mais ou menos 150km/h...

André Coelho disse...

Mais um dado para esse acidente.
Notem que após um outro motociclista o ultrapassar ele força mais a sua condução, o que a torna mais imprudente e nesse caso, fatal.

Sempre haverá um mais e outro menos rápido que você. Assume seus limites e responsabilidades.

Abraço