sábado, 17 de abril de 2010

Quando está no sangue....

Uma história que começa aqui com o bisavô Stefano e avô José Maglovsky

E continua aqui com o pai e o cunhado


Não tem jeito, se está no sangue o cara vai ser motociclista e pronto. Gosto muito de histórias de famílias de motociclistas. Além das motos de cada época também é bacana ver como a coisa se desenvolveu ligando gerações.
A história que o Stéfano nos conta em seu blog tem tudo isso.
Falando em família tem Bisavô, Avô, pais, tios,tias, irmão e cunhado motociclistas (esqueci alguém).
Na lista de motos que aparecem na história tem Yamaha RS 125, TT 125, RDZ 135, DT 180, Agrales, Lambretta, Honda CB 450, entre as antigas. Já na parte atual da história tem Suzuki Yes 125, Marauder 800, Intruder 1500, entre outras.
No blog o Stéfano conta também a viagem que acabou de fazer de Belo Horizonte, rumo a São Bernardo do Campo e, depois disso, passando pelo litoral norte de SP, pela Rio-Santos, até Angra dos Reis, voltando por Campos do Jordão.
Essa viajem foi feita por ele (em sua Falcon), o cunhado Felipe (Lander X) e o pai "Kbeça quadrada" (de Dragstar).
Só faltou contar os nomes das motos do tio, do avô e do bisavô.
A história da família está aqui e a da viagem em várias partes aqui
E você, quando é que descobriu que era motociclista? Estava no sangue ou entrou depois?

Veja abaixo algumas fotos do blog do Stéfano
Pais e tios na rio-santos

Avô José Maglovsky imponente em sua moto

Avô José e seu irmão

Tio Stefano na sua motocicleta

Avô José e tio João

Stéfano, o cunhado Felipe e o pai "Kbeça quadrada".

As motos na estrada

13 comentários:

stemamo disse...

Caramba Youssef!!! Quando falou que ia fazer um resumo sobre a história achei que seria um resumo mesmo. Mas não! Um mega espaço dedicado à família Maglovsky e claro, aos agregados! E vc não esqueceu ninguém não. Muito obrigado!!! Estou lisonjeado com este post, o que mostra como os bons motociclistas são unidos. Desde que conheci seu blog, sempre acompanhei-o de perto, divulgando no meu blog e para os amigos e parentes! Vou avisar a todo o pessoal sobre este post aqui e falar pro meu pai nos dizer se sabe quais são as motos bem antigas que temos nas fotos com meu avô e tios!

Grande abraço e mais uma vez obrigado!

Felipe disse...

Legal demais, Youssef!

É muito bom encarar estrada de moto, ainda mais quando feita em família, sendo que acima de tudo todos são amigos!

A coisa flui naturalmente e todos se divertem com responsabilidade.

Parabéns pelo blog, sempre acompanhado por todos.

Abraço e bons ventos!

Anônimo disse...

As motos velhonas (com todo respeito) parecem Jawas.

Anônimo disse...

Olá Youssef. Fiquei muito feliz de ver seu blog com minha família e amigos. Foi um surpresa pra mim. A propósito, as motos antigos como disse o Anônimo, são realmente Jawas 250CC 2 tempos e nas fotos não aparece um India de mais de 1000CC do meu tio. Parabéns pelo seu blog e continue como eu a ser Motociclista e não Motoqueiro hahaha

Kbeça

C. Alberto M. disse...

até o cunhado! é claro, se não tivesse moto tava fora da familia! hehehe (brincadera)

LauroGarcia disse...

Wooow...
Que familia legal...
Na minha familia, meu avo teve uma moto, mas ele já não sabe me dizer qual foi, meu tio teve umas Honda CG e uma Honda CB 400... e daí, o próximo da familia a ter moto fui eu.
Vou tentar levar isso comigo e passar pra quem puder e merecer, assim como fez esta bela familia.

Vamo que vamo...
Abraço a todos.

Juliana disse...

Ola...tudo bem nao sei bem quem vc e mas eu sou Juliana unica neta do bonitao da 1a foto....e quem esta ao lado dele e nosso bisavo....de q parte da familia e vc? Bom te encontrar, mandei o link p minha mae Irene, filha do Stefano e da Ines...meu sobrenome graças a um cartorio estupido e MAGLOWSCH mas somos da familia com certeza um abraço
Ju

Juliana disse...

ah eskeci de dizer encontrei seu blog numa pesquisa de escola com meu filho sobre nosso sobrenome....muito legal...vou aproveitar e colar fotos do meu avo q vc deve saber eu nao conheci e minha mae so teve a felicidade de te-lo por perto ate os 4 anos de vida....valew

Amanda disse...

No meu caso, não estava na veia não...descobri a pouco tempo...rs Meu noivo é motociclista e meu sogro também, a cunhada tem moto também mas ainda tá começando :) E eu entrei pra família, aprendi a pilotar e hoje tenho uma moto!

stemamo disse...

hehehe, Youssef, o pessoal gostou mesmo do post sobre nós, principalmente os da família! Só pra esclarecer, tive informações corretas sobre as duas primeiras fotos, são meu bisavô e tataravô, Stefano e Estevão e na outra o irmão do meu tataravô, José. Pra esclarecer pra Juliana, minha parente, que vc Youssef não é um Maglovsky! Confusão saudável. Grande abs!

Youssef disse...

Com uma história bacana assim seria uma honra ser um maglovsky.
Na minha família fui o primeiro motociclista.

Felipe disse...

Caramba... o post do Youssef serviu para encontrar parte da família que estava separada!

Muito bom!

stemamo disse...

Opa, mas não seja por isso afinal, todos os motociclistas são uma família! abs!