segunda-feira, 22 de setembro de 2008

"Fogo Amigo"



"Fogo amigo" é uma expressão de origem militar. É usada para referir-se ao incidente em que um soldado é abatido pelo tiro de um soldado amigo. No meio do caos que é uma guerra acontece de alguém receber uma bala vida do seu próprio batalhão.
Acabou se tornando também uma espécie de sinônimo de traição, usada para menospresar um membro de um grupo que ataca o próprio grupo.
Andando de moto o "fogo amigo" pode ser um grande perigo, como se vê no vídeo acima. No trânsito das grandes cidades é o excesso de motos, buscando afoitamento ocupar algum espaço, e o estresse dos moto-boys, que representa o maior perigo entre motociclistas. Mas nas estradas e passeios em grupo o risco também existe.
Nestes casos, é mais fácil lidar com a questão, orientando os membros do grupo e escolhendo bem seus companheiros de viagem. No caso da "guerra urbana" fica mais difícl, pois não se conhece o soldado ao nosso lado. Só nos resta, então, observar tudo e tentar fugir de sua mira.
No vídeo acima, lá pelos 1:46 o motociclista que ia à frente fez um sinal para o de trás para que aliviasse o ritmo, não adiantou. Aos 2:08 o "fogo amigo" disparou.
Culpa de quem? O carro à frente estava muito devagar? Estava em posição errada, no meio da pista? O motociclista da frente foi inseguro e dúbio ao manobrar?
Sim, um pouco de tudo isso, mas não teria ocorrido o acidente se o motociclista que vinha atrás fosse apenas um pouco mais prudente, guardando distância. Se ele tivesse atendido ao pedido feito 20 segundos antes, para baixar o ritmo, teria sido apenas um susto.
A internet, a popularização das câmeras filmadoras e o youtube, estão demonstrando como acidentes desse tipo são mais comuns do que imaginamos.

3 comentários:

Diego Juliano disse...

Além de tudo, a intenção do cara de trás era ultrapassar a saveiro pela direita

carlos disse...

Já trabalhei para um amigo desses dois, o da frente - acredite - tem 62 anos e pilota uma barbaridade e foi atingido pelo filho de 32 anos na moto de trás. Fogo amigo em família. Imagina só a mulher ou mãe quando ver isso!

Eliabe disse...

Na minha "humilde opinião" foi vacilo da moto que bateu(câmera)... existe distância de segmento, e a luz de freio da moto a frente foi acionada bom tempo antes da reação de frenagem do piloto trazeiro... pois é é como eu sempre digo "NA PISTA OU NO TRÂNSITO, QUEM MAIS ATRAPALHA UM MOTOQUEIRO, É OUTRO MOTOQUEIRO..."