segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Moto ou Jet-Ski?


Já que a chuva não para vamos falar um pouco sobre ela.
No blog, até onde me lembro, só tivemos dois tópicos que falavam sobre chuva: um vídeo de um programa de TV e o post sobre mudança de aderência. Teve também um mostrando uma "aula de pilotagem" na Moto GP, mas não era uma dica de segurança, apenas uma demonstração de habilidade.
Para mais dicas gerais sobre Pilotagem na chuva dê uma olhada na palavra de quem entende, o mala do Tite, clicando aqui
O que quero falar hoje não é exatamente sobre a pilotagem na chuva, mas sobre como enfrentar os temporais e alagamentos tão comuns nessa época de verâo.
Basicamente, a dica de como enfrentar essa situação é: não a enfrente, fuja dela.
As chuvas de verão costumas ser breves, apesar de intensas, então, o melhor a fazer é esperar que elas passem. Numa tempestade o motociclista fica extremamente exposto; mesmo de carro a maioria prefere esperar que ela passe, na moto isso é essencial.
Os riscos são inúmeros; além da óbvia diminuição da visibilidade (sua e dos outros), existem outros como: perigo de queda de galhos e árvores, perda de estabilidade pelo excesso de água, ser arrastado pela correnteza, pane mecânica, etc.
Uma questão importante nos alagamentos é o perigo de que eles escondam armadilhas, como um bueiro aberto.
Tenho visto que alguns motociclistas confiam demais na capacidade da moto de enfrentar os alagamentos. Frequentemente vejo nos tele-jornais cenas de lugares em que "só os motociclistas conseguiram passar", quando eles deveriam ser os últimos a tentar.
Desculpem a falta de criatividade mas vou terminar o post de uma maneira horrível: Não faça de sua moto um Jet-Ski, a vítima pode ser você (argh).

3 comentários:

Roberto disse...

O problema também é antes da chuva cair... Nossa, é incrível como a galera começa a correr pra 'fugir' da chuva que se aproxima. Eu fazia isso também, mas os 5 minutos finais de diferença não compensa para eu arriscar minha segurança.

Luciana Picoli disse...

Parabéns, gostei muito do seu blog. Não somente pelo assunto de interesse, mas pelo tom do blog. Caiu muito bem.

Estou adicionando seu rss, lerei sempre.

Sobre chuvas: com minha primeira semana de moto e carta tomei uma das maiores chuvas que já peguei sobre moto. Passou um caminhão na faixa ao lado e fez um maremoto me atingir bem de frente. Não sei como não caí! Depois desse dia aprendi a respeitar a chuva. Ando? Ando. Mas com muito cuidado, e paro se necessário.

RODRIGO disse...

hahha, aqui em Santa Catarina chama isso sabe de que...eu mijei de rir... ''VÊSPÁ DÁGUA NEGO''...ABRAÇOS berslo