segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Viagem: Qual é o ritmo ideal?


Ritmo ideal? Rock and roll, oras. Ops, parece que o assunto não é esse.
Vamos falar de velocidade nas estradas.
Ao falar em viagem de moto é preciso lembrar que as condições das estradas brasileiras variam muito, embora quase sempre sejam bem ruins. Mas a questão hoje é: qual o ritmo ideal de viagem numa moto?
Obviamente isso depende muito da moto que você possui e da sua habilidade na estrada, assim como das condições da própria estrada.
A dica aqui, no entanto, é a seguinte: ideal é acompanhar o ritmo da maioria dos veículos. Motos mais velozes ou esportivas podem lhe dar um ritmo muito veloz e aí surge o perigo, não só pela velocidade em si, mas pelo fator surpresa. A moto, naturalmente menos visível, surpreende os outros veículos, que não esperam por uma aproximação tão rápida. Isso pode gerar reações equivocadas dos motoristas, mas também traz dificuldades para o motociclista que pode não ter tempo de reação suficiente diante de imprevistos.
Devagar demais também não é bom, especialmente em motos pequenas, em que não se tem reserva para acelerar e fugir de problemas. Em baixa velocidade o motociclista é obrigado a usar a faixa da direita, na qual tem que conviver com a companhia pouco amigável de ônibus e caminhões. Além disso, essa faixa costuma ser mais esburacada e suja com óleo e areia que vem do acostamento. com buracos ônibus e caminhões.
O ideal, portanto, é ter velocidade para andar mais à esquerda, acompanhando o ritmo da maioria, mas com folga para uma ultrapassagem ou para escapar de algum perigo. No caso das motos pequenas não há muita escolha, portanto redobre a atenção.
Não percam a próxima dica do “Siga bem, irmão motociclista”.

Um comentário:

Filipe disse...

Realmente, atenção redobrada!
abraços a todos ;)